Conheça a Deten

Instalada no Polo Industrial de Camaçari – Bahia, a DETEN Química S.A. iniciou em 1981 a produção de LAB – Linear Alquilbenzeno, colocando o Brasil na era dos detergentes biodegradáveis. É responsável, desde então, pelo fornecimento de cerca de 95% do consumo da indústria brasileira de detergentes. Sua capacidade anual de produção é de 220.000 toneladas de LAB, além de 80.000 toneladas de LAS – Ácido Linear Aquilbenzeno Sulfônico, mas já deu início aos projetos a expansões para 260.000 toneladas/ano e 120.000 t/ano,respectivamente.Adicionalmente a empresa produz 10.00 toneladas de ALP – Alquilado Pesado.

O LAB é a matéria-prima básica para a produção do Linear Alquilbenezno Sulfonato, que é o tensoativo mais utilizado mundialmente para a produção de detergentes líquidos e em pó, dada a sua comprovada compatibilidade ambiental e excelente relação custo/benefício.

A DETEN é uma empresa que tem seu capital votante controlado pela Cepsa Química, com 72% de participação, e pela Petrobras, com 28%.

A Cepsa Química, subsidiária integral da CEPSA (Compañia Española de Petróleos, S.A.) é líder mundial na produção de LAB, com capacidade instalada de 560.000 toneladas anuais. Além de sua unidade industrial na Espanha e da unidade da DETEN, possui também uma planta no Canadá (120.000 t/ano).

A DETEN tem implantado um sistema de gestão integrado de qualidade, meio ambiente, segurança e saúde ocupacional, e coleciona a certificação ISO 9001 (desde 1993), ISO 14001 (desde 1998), OHSAS 18001 (desde 2007) e é Prêmio Excelência em segurança, higiene, saúde e meio ambiente, conferido pelo Comitê de Fomento Industrial de Camaçari – COFIC, referência nacional no assunto. Em 2012, foi a vencedora no Prêmio FIEB de Desempenho Ambiental, categoria Responsabilidade Socioambiental, com o projeto “Cheque Verde”, que é resultado dos valores arrecadados da venda de resíduos para reciclagem, dentre os quais sucata metálica e óleo lubrificante usado, e distribuído no ano seguinte às entidades beneficentes das comunidades vizinhas. A DETEN teve seu Sistema Manutenção avaliado pelos auditores do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biodiesel, tomando como base os requisitos da NR-13 e Portarias 349 e 351/2009 do Inmetro para certificação no SPIE. Não foi identificada nenhuma não-conformidade e, em seu parecer, os auditores recomendaram a certificação ao IBP. A certificação foi submetida à avaliação final da Comissão de Certificação (ComCer), que analisou o relatório final dos auditores e aprovou a certificação do SPIE da DETEN em 14/03/13.